• Flavio de Holanda

A mala sumiu? e agora? pergunta Mister Brasil Internacional 2017


O modelo, Diego Cacheffo (SP), Mister Brasil Internacional 2017, chegou a Sophia na Bulgaria no último dia 18 de junho, passou pela Turkya e teve vôo tranquilo, a surpresa foi ao chegar no seu destino final, onde percebeu que sua bagagem teve suas malas extraviadas.

O grande caos de viagem internacional principalmente quando você está participando de um concurso de beleza.

O aeroporto de Sophia na Bulgaria, juntamente com a organização internacional do concurso já tomou as providencias e aguarda ansiosamente que as malas sejam encontradas sem prejudicar o desempenho do candidato nesta etapa internacional do concurso.

E apesar de todo aflição e nervosismo, o representante do Brasil tem aproveitado bastante a viagem, conhecendo novas pessoas em todos os aeroportos que passa e promovendo um grande intercâmbio cultural, encontra-se com todas as delegações do mundo para este grande evento internacional, de grande importância multicultural para mundo mister.

A importância de chegar com antecedência ao evento traz uma segurança, no dia seguinte, dia oficial da abertura do evento a mala do candidato já estava com ele e tudo começou acontecer com naturalidade.

E estaremos trazendo mais e mais informações sobre o concurso em nossa página.

Veja algumas dicas sobre como proteger sua bagagem.

  1. CADEADO COM SEGREDO NUMÉRICO

Essa dica é a mais básica de todas, mas muita gente ainda usa cadeados simples, de chave. Se você perdê-la, mesmo que não tenha sido roubado, já terá uma dor de cabeça enorme para conseguir abrir a mala. A Lala recomenda investir em um bom cadeado, forte, de segredo (com 3 ou 4 dígitos). Para quem vai viajar para fora do Brasil, principalmente para os Estados Unidos, é indicado já comprar um cadeado aprovado pela TSA (Transport Security Administration), que é quem faz a segurança dos aeroportos do país. Com uma chave especial, os agentes de segurança conseguem abrir sua bagagem sem danificar o cadeado ou a própria mala (eles deixarão um bilhete dentro avisando que a bagagem foi aberta e revistada por eles). Os cadeados TSA são identificados com um losango vermelho.

Para quem gosta de manter o estilo até mesmo na hora de viajar, a Papaiz tem uma linha FUN, com cadeados estampados. Tem até mesmo um de “quadro branco”, para escrever o que quiser de canetinha ou colar adesivos, bem divertido.

  1. REVISAR A MALA ASSIM QUE RETIRÁ-LA DA ESTEIRA

Muitas malas possuem bolsos externos, que ficam abertos, sem cadeado. Assim que retirar sua mala da esteira, é importante fazer uma checagem desses bolsos, para ver se nada foi colocado ali dentro por outra pessoa. Infelizmente, é muito comum pessoas transportarem drogas e outros itens proibidos/criminosos sem ao menos saber, e ainda serem pegos por isso. Você é o responsável por sua mala!

  1. LACRES DE MALA PARA EVITAR O GOLPE DA CESÁREA

Achar que só com cadeado a mala já está protegida é um tremendo engano. Um golpe muito comum em aeroportos é chamado de GOLPE DA CESÁREA, que consite em abrir a sua mala trancada COM cadeado, tirar as coisas la de dentro e fechar novamente, de modo que você nem perceba que isso aconteceu (só quando chegar em casa e vir que está faltando coisa). Para fazer isso, basta apenas uma caneta para abrir o zíper em alguns segundos.

Para evitar este golpe, surgiram no mercado os lacres SealBag, que fazem com que o zíper fique “amarrado” a uma alça fixa da mala, impedindo que seja movimentado. É claro que alguém pode abrir sua bagagem mesmo assim (arrebentar o zíper, arrombar o cadeado etc.), mas a existência de um lacre irá inibir o ladrão. Com tanta mala “dando bandeira”, não vão escolher justamente a sua para violar. Além de que, se sua mala chegar na esteira sem o lacre, isso chamará sua atenção e você fará a conferência dos seus pertences ali mesmo, antes de sair do saguão de retirada de bagagens, e poderá fazer a reclamação logo na sequencia.

  1. FAIXAS DE IDENTIFICAÇÃO DE MALA

Quando estiver aguardando sua mala aparecer na esteira, repare no quanto as bagagens são parecidas!! Existem dezenas iguais. Mesmo malas em cores extravagantes ou estampadas costumam ter “irmãs gêmeas”. A blogueira Lala Rebelo recomenda usar faixas de identificação coloridas ou com o nome do viajante. Com elas, fica mais fácil identificar sua mala mesmo de longe e ainda evitar trocas. Muita gente amarra fitas nas malas, o que também funciona. Mas as faixas, além de serem mais chamativas, têm mais estilo. Algumas faixas são mais incrementadas e vêm até mesmo com segredo numérico.

  1. RASTREADOR DE MALAS

Milhões de malas são perdidas temporariamente pelo mundo todos os anos, e ninguém quer fazer parte da estatística, né? Por isso, vêm surgindo novas tecnologias de localização, que têm ajudado a minimizar o stress com a perda de bagagem. Já temos no mercado brasileiro o TrakDot, que colocado dentro da mala (pesa menos de 90g), envia por email e por SMS, a sua localização. Algumas companhias aéreas, como a Delta, ligadas a essa preocupação de seus clientes, disponibiliza o rastreamento de bagagem (do checkin à colocação na esteira), através do próprio aplicativo.

  1. CONTRATE UM BOM SEGURO DE VIAGENS

Contratar um bom seguro de viagens e contar com uma assistência médica internacional é sempre muito importante, porque emergências relacionadas à saúde sempre podem acontecer. Mas o que também é muito bacana na maioria dos seguros é a cobertura em casos de perda, extravio ou atraso de bagagens. Perder suas coisas sempre é um caos, mas ser ressarcido e poder comprar novas peças, ajuda a minimizar o stress. Na hora de contratar um seguro, verifique suas garantias, coberturas e limites. Muitos cartões de crédito também oferecem esses benefícios gratuitamente aos seus portadores. Informe-se.


13 visualizações

Grupo Visual  Fashion Brasil

© 2014 by "Visual Fashion Group Brasil ".  www.revistavisualfashion.com